Gelcilane agradeceu atenção do médico cubano durante o pré-natal da filha Laura Nascimento (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

18 médicos são brasileiros, 140 são cubanos e 20 selecionados em edital. Eles vão atuar em 90 municípios de várias regiões do Estado do Pará. Oriximiná incluído.

Municípios paraenses vão receber 178 profissionais para ocupar vagas em aberto do programa “Mais Médicos”. Entre os médicos, 18 são brasileiros formados no exterior e 140 são cubanos, que estão em Brasília (DF) participando do acolhimento e regularizando a documentação. Os 20 restantes serão selecionados por meio edital em 14 cidades do estado.

Criado em 2013, o programa Mais Médicos ampliou a assistência na atenção básica, fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. Em todo o Brasil, mais de 1.350 vagas já estão sendo repostas. Dessas, 550 são com médicos cubanos, 305 com brasileiros graduados fora do país e 502 com profissionais que serão selecionados no edital de reposição lançado em julho.

Reposição

O Ministério da Saúde prorrogou a permanência dos profissionais cubanos, que encerrariam as atividades em julho, para até novembro deste ano. As vagas desocupadas por médicos brasileiros e de outras nacionalidades selecionadas por edital são repostas por meio de chamadas trimestrais. No caso dos médicos cubanos, a substituição é feita diretamente pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) com o governo de Cuba.

Municípios

Os médicos devem se deslocar no início de agosto para os seguintes municípios:

Abaetetuba; Acará; Afuá; Água Azul do Norte; Alenquer; Altamira; Ananindeua; Aurora do Pará; Baião; Bannach; Barcarena; Belém; Bom Jesus do Tocantins; Braganca; Breves; Bujaru; Cachoeira do Arari; Capitão Poço; Castanhal; Chaves; Colares; Cumaru do Norte; Curionópolis; Curralinho; Eldorado dos Carajás; Faro; Gurupá; Igarapé-Açu; Inhangapi; Irituia; Itaituba; Itupiranga; Jacundá; Mãe do Rio; Magalhães Barata; Marabá; Maracanã; Marituba; Medicilândia; Melgaço; Mocajuba; Monte Alegre; Muaná; Nova Esperança do Piriá; Nova Timboteua; Novo Repartimento; Óbidos; Oeiras do Pará; Oriximiná; Ourilândia do Norte; Pacajá; Paragominas; Placas; Ponta de Pedras; Portel; Prainha; Quatipuru;  Redenção; Rio Maria; Rondon do Pará; Rurópolis; Salvaterra; Santa Luzia do Pará; Santa Maria das Barreiras; Santa Maria do Pará; Santana do Araguaia; São Domingos do Capim; São Félix do Xingu; São João de Pirabas; São Sebastião da Boa Vista; Tomé-Açu; Tracuateua; Tucuruí; Vigia; Viseu e Xinguara.

Fonte: G1 PA