Depois de muitas conversas nos últimos anos, finalmente o meia Flamel foi anunciado de forma oficial pelo Clube do Remo. Esta é a terceira contratação desde a chegada do técnico Waldemar Lemos, que trouxe também o zagueiro Ciro Sena e o lateral-direiro Osvaldir. Após excelentes temporadas pelo Águia de Mara- bá, o jogador de 32 anos ganha mais uma chance em um grande time da capital paraense. O joga- dor já treinou ontem, mas deve ser apresentado de forma oficial apenas na tarde de hoje.

O início de carreira do meia foi na Tuna Luso Brasileira, onde ele também se destacou, tendo passagens por Paysandu, Treze- PB e Icasa-CE, entre outros. Um dos grandes momentos da carreira de Flamel foi em 2009, quando, após uma boa apresentação do Águia diante do Fluminense-RJ, ele foi chamado para testes no Flamengo -RJ, porém, sem muito sucesso.

Flamel vinha sendo um dos destaques do Azulão marabaense, onde teve sua primeira passagem em 2008, e onde está desde 2011. Ele conta que o Remo já vinha conversando com ele e, agora, tudo foi concretizado. “O Remo falou comigo em abril, mas o Águia não liberou, mas agora que acabou meu vínculo com o Águia, conseguimos chegar a um acordo”, afirmou Flamel.

Nesta temporada, o jogador marcou 10 gols, sendo seis no Parazão, dois na Série D e dois na Copa Verde. Entre estes gols, ele marcou um golaço contra o próprio Clube do Remo, na abertura do Parazão deste ano. Sobre sua oportunidade no Leão, o jogador afirma que tem sua grande chance, no melhor momento de sua carreira. “Eu venho em uma boa fase, fiz uma boa temporada pelo Águia. Considero que meu ano foi muito bom e venho aqui para repetir as boas atuações que vinha tendo pelo Águia”, encerrou o novo jogador azulino.

Meia está preparado para a cobrança

Natural de Oriximiná, Flamel se destacou no futebol paraense e, após idas e vindas, vai ter mais uma chance em um dos grandes do futebol local. Após uma rápida passagem pelo Paysandu, em 2007, sem muito sucesso, o joga- dor espera repetir suas boas atuações pelo Azulão marabaense nas últimas temporadas e ajudar o Remo a subir para a Série B.

Flamel afirma saber das cobranças que serão feitas sobre ele, não só por ser paraense, mas também pelo o que já viram ele fazendo, contra o próprio Remo, inclusive. “A gente sabe que vai ser muito pesada a cobrança, por isso, tenho que trabalhar forte no dia a dia para superar  qualquer O namoro virou casamento tipo de situação diante do torcedor”, afirmou. Ele destaca que está em um bom momento e bem preparado. “Eu tenho experiência e estou pronto. Sei que vai ser difícil, mas vou fazer de tudo para corresponder às expectativas.

O jogador conta que já tem condições de jogo, mas vai trabalhar diariamente para conseguir o seu espaço. “O time do Remo é muito forte e vou procurar o meu espaço, me entrosar logo com o grupo. Eu só fiquei parado uns oitos dias, por isso, eu tenho condições de entrar se o professor quiser”, contou.

Sobre a forte concorrência, ele prefere esperar as palavras do treinador Waldemar Lemos. “Isso é uma missão para ele, que tem um elenco forte nas mãos. Eu chego para somar com o grupo. Todos sabem da minha qualidade e eu espero o mais rápido possível me adequar para ajudar a equipe a conquistar o acesso”, encerrou o jogador azulino.

Fonte: Diário do Pará