Exibindo Capa.jpg

VENDA DO LIVRO “DESCENDO O AMAZONAS II”, A PARTIR DA 1ª SEMANA DE JULHO

Caras amigas e caros amigos

O livro “Descendo o Amazonas II” repercute, na forma de um diário de bordo, nossa jornada de caiaque de Oriximiná à Santarém, no Estado do Pará, além de reportar acontecimentos pretéritos e contemporâneos (através de entrevistas com ribeirinhos). O volume tem 402 páginas, em papel couchê onde estão impressas 54 ilustrações, a maioria colorida, e 1 mapa.

Pelo Correio cada livro custa R$ 100,00 (preço de custo), na compra de dois ou mais você paga apenas 80,00 a unidade:

Neste caso os interessados deverão fazer contato pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. ou telefone (051) 99234 2378 e informar que o depósito já foi realizado e enviar o nome e endereço do destinatário.

Conta Bancária de Hiram Reis e Silva
Banco do Brasil (001) – Agência: 4848 - 8
Conta Corrente: 117 889 - X
CPF: 415 408 917 - 04

6º Volume: Descendo o Amazonas II

O volume do Negro empresta uma potência adicional ao Mar Dulce (Rio Amazonas) e a correnteza ganha um considerável acréscimo de energia. Novas águas, novas gentes, antigas histórias, antigas lendas, velhas e recorrentes questões nos encantaram, emocionaram e afligiram nestes 851 km de deslocamento de Manaus a Santarém, de 23.12.2010 a 22.01.2011.

Neste volume repercutiremos nossa saga desde Oriximiná a Santarém, 2ª fase da Descida. Conhecemos o Nhamundá e o Trombetas, mananciais em cujas margens os espanhóis liderados por Orellana teriam encontrado as lendárias Icamiabas (Amazonas), as riquezas minerais de Porto Trombetas, as fantásticas viagens do Padre Nicolino, Madame Coudreau e Rondon pelo Rio Cuminá (afluente do Trombetas), teorias exóticas como a das Inscrições Fenícias e das Minas do Rei Salomão, a angustura de Óbidos, as belas inscrições rupestres da Serra da Escama e da Morada dos Deuses em Alenquer.

O majestoso e lendário Tapajós de Fordlândia, Belterra e do “Berço da Humanidade” Mundurucu nos encantaram, surpreenderam, impregnaram de belas imagens nossas retinas e moldaram perenes lembranças em nossos corações e mentes.

CANOEIRO HIRAM REIS