Com 740m² de área construída, nova CASAI terá capacidade para até 60 pacientes e 60 acompanhantes

Depois de 15 anos sendo abrigados em instalações precárias, com alguns pacientes embaixo de lonas, indígenas da região de Oriximiná poderão contar com uma nova Casa de Saúde Indígena muito em breve. O novo prédio, reformado para atender às exigências do atendimento adequado aos indígenas, foi alugado e abrigará os pacientes indígenas até a construção de uma nova CASAI, em imóvel próprio.

O secretário Especial de Saúde Indígena, Marco Antonio Toccolini, visitou nesta terça-feira, 12 de outubro, as atuais e as novas instalações da CASAI e já autorizou a transferência de pacientes e colaboradores assim que o novo prédio estiver pronto.

A nova CASAI tem 740 m² de área construída e uma área de terreno de 900m². A estrutura terá capacidade para atender, com conforto, 60 pacientes e 60 acompanhantes. Os indígenas terão pelo menos dois leitos de isolamento, enfermarias masculina e feminina, leitos pediátricos, cozinha e refeitório dentro das normas de higiene e limpeza, além de um redário para cerca de 60 redes e também uma área externa que pode ser utilizada para a realização de atividades culturais.

Para o cacique Aldo Wai Wai, a luta de 16 anos para conseguir uma nova CASAI foi feita de muita paciência e diálogo. "Nós não queremos brigar. Nós queremos conversar para alcançar o melhor para nosso povo. A nova CASAI é resultado de nossa paciência em pedir" disse o cacique.

O responsável técnico do polo-base, Cristiano Laidsson, afirma que esse é um passo importante para a melhoria do atendimento aos indígenas. "A nova estrutura vai permitir um melhor cuidado por parte de nossos profissionais aos indígenas. Assim conseguiremos melhorar a qualidade de vida de nossos pacientes" garantiu Cristiano.

Já o coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena Guamá-Tocantins (Dsei Guatoc), Stanney Nunes, vê na mudança da CASAI a possibilidade de aprimorar o atendimento aos indígenas que precisam do tratamento na rede pública de Oriximiná: "Daqui a 4 ou 5 dias estaremos transferindo todos para a nova estrutura e garantindo um atendimento bem melhor ao nosso povo indígena" destacou.

O secretário Marco Antonio Toccolini disse estar feliz por ver a entrega de um novo espaço aos indígenas. "Estou realmente muito feliz por conseguir atender a essa necessidade dos irmãos indígenas dessa região e que vai proporcionar mais conforto na hora em que precisam de mais amparo", finalizou.

No Polo Base atuam 68 profissionais que garantem atendimento a 2,7 mil indígenas de diversas etnias que vivem na região de Oriximiná.

Por Murilo Caldas, Comunicação SESAI, 13 de Novembro de 2018.