Plano de Manejo da Floresta Estadual de Trombetas - Imazon

Nesta quinta-feira (29), a Floresta Estadual do Trombetas, Unidade de Conservação administrada pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (IDEFLOR-Bio), no oeste paraense, recebeu uma força-tarefa para combater focos de incêndios florestais nas proximidades da Base Jaramacaru do órgão, situada entre os municípios de Óbidos e Oriximiná.

 

Agentes do IDEFLOR-Bio, com apoio de brigadistas do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo/IBAMA), Corpo de Bombeiros Militar de Santarém, Corpo de Bombeiros Civis de Oriximiná, Companhia Independente de Policiamento Ambiental de Santarém, secretarias de Meio Ambiente e de Segurança de Oriximiná, e populares residentes no entorno da Flota, ajudaram a conter as chamas, que seguem controladas.

 

O Instituto monitora a área e está com uma equipe de brigadistas de plantão para atuar no surgimento de novos focos de incêndio. Como medida preventiva, na manhã deste sábado, 31, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), fará o deslocamento de oito militares do Corpo de Bombeiros até a Floresta Estadual do Trombetas a fim de potencializar as ações de prevenção e monitoramento que ocorrem no local. O voo sairá de Belém pela manhã e deverá chegar a Oriximiná, local mais próximo para o pouso, no período da tarde.

Fonte: Agência Pará -30/10/2020 - Por Patricia Madrini (IDEFLOR-BIO)

Sobre a FLOTA Trombetas

A Floresta Estadual do Trombetas (Flota do Trombetas) foi criada pelo governo do estado do Pará e atualmente é administrada pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (IDEFLOR-Bio). É uma Unidade de Conservação Ambiental (UC) que se enquadra na categoria de Unidade de Uso sustentável dada pela Lei nº 9.985, de 18/07/2000. Este tipo de UC tem como objetivo básico compatibilizar a conservação da natureza com o uso sustentável de parcela dos seus recursos naturais (com ênfase em métodos de exploração sustentável da floresta nativa), defender os direitos das populações tradicionais, pesquisa científica e visita pública condicionada às normas estabelecidas em seu plano de manejo e órgão gestor.

Localizada no Oeste do Estado do Pará, na margem esquerda da Calha Norte do rio Amazonas, a Floresta Estadual do Trombetas abrange os municípios de Oriximiná, Óbidos e Alenquer. Foi criada pelo Decreto Estadual nº 2.605, de 04/12/2006 (Anexo II) e ocupa 3.172.978 hectares de floresta nativa conservada, o correspondente a 31.729,78 Km2 compreendendo o bioma Amazônia, onde abriga rica biodiversidade de fauna e flora, com ocorrência de espécies endêmicas. Excelente campo de trabalho para a pesquisa científica e turismo da natureza. Cerca de 98,5% de sua área é coberta por florestas bem conservadas. A Unidade também é cortada por extensos rios, como o Trombetas, Cachorro, Erepucuru e Cuminapanema. A principal atividade econômica praticada na FLOTA é a coleta da Castanha-do-Pará.

Assim como as demais Florestas estaduais do Pará (Faro e Paru), a FLOTA do Trombetas encontrar-se inserida em uma região bastante conservada dentro do bioma Amazônia, o que atribui a esta Unidade de Conservação características únicas de riqueza de biodiversidade e beleza cênica incomparável, além de apresentar grande potencial para pesquisa científica e turismo da natureza. Na Flota Trombetas é possível percorrer as trilhas e tomar banho de cachoeiras.

A FLOTA do Trombetas pode ser visitada durante o ano todo, mediante previa solicitação de autorização de visita ao órgão gestor. Entretanto, devido ao período chuvoso mais intenso, recomenda-se que as visitas sejam feitas no período de estiagem das chuvas mais intensas que é de maio a dezembro, devido as condições dos trechos que são feitos por estradas.

Fonte: https://ideflorbio.pa.gov.br/unidades-de-conservacao/regiao-administrativa-calha-norte-ii/floresta-estadual-de-trombetas/