O município de Oriximiná se origina de um povoado fundado pelo Padre José Nicolino de Souza com o nome de Uruá-Tapera, à margem esquerda do rio Trombetas e em frente à foz do igarapé Nhamundá, entre os dias 10 a 13 de junho de 1877.

Em 1886, foi elevada à categoria de freguesia de Santo Antônio do Uruá-Tapera pelo então Presidente da Província do Estado do Pará, Dr. Joaquim da Costa Barrada, por meio da Lei n° 1.288, de 11 de dezembro de 1886.

O povoado foi elevado à categoria de vila em 09 de junho de 1894, pelo Governador Lauro Sodré, já com a denominação de Oriximiná.


No dia 05 de dezembro de 1894, seis meses após a elevação à categoria de vila, foi criado o Município de Oriximiná, sendo nomeado para seu primeiro Prefeito o senhor Pedro Carlos de Oliveira, que foi sucedido até março de 1900 pelos senhores Emídio Martins Ferreira e Manoel Ferreira.

Em 03 de abril de 1900, por meio da Lei no. 729, promulgada pelo Governador Paes de Carvalho, o município de Oriximiná foi extinto, ficando seu território dividido entre Faro e Óbidos.

Em 22 de março de 1933 o governador Magalhães Barata dá inicio ao processo de emancipação política de Oriximiná com a criação da Sub-Prefeitura de Oriximiná, que foi instalada em 04 de junho desse mesmo ano, e teve Helvécio Imbiriba Guerreiro nomeado para o cargo de Sub-Prefeito.

No dia 24 de dezembro de 1934, finalmente, o município de Oriximiná reconquistou sua autonomia por meio da Lei n° 1.442, sancionada pelo governador Magalhães Barata, interventor Federal do Pará.

Com o restabelecimento do Município o Sub-Prefeito Helvécio Guerreiro foi nomeado Prefeito, sendo assim o primeiro Prefeito a governar o Município, após a sua reinstalação.

Neste dia 24 de dezembro de 2020, portanto, Oriximiná comemora 143 anos de emancipação política e reinstalação do município.

Fonte: João Walter Tavares. In: Inventário Cultural, Social, Político e Econômico de Oriximiná. Prefeitura Municipal de Oriximiná, 2006.