Há mais de meio século a Igreja Católica de Oriximiná, no Oeste do Pará, realiza o Círio Fluvial de Santo Antônio. Uma manifestação de fé e cultura do povo católico oriximinaense, que nos últimos tempos também virou atração turística por conta do espetáculo de luzes e cores do maior Círio Fluvial Noturno do Mundo. Um evento que atrai milhares de devotos e turistas do mundo inteiro. Um momento especial de adoração a Deus nas águas do Rio Trombetas.

 

Com a chegada da Balsa as embarcações soam suas buzinas, sinal de devoção e respeito ao Santo Padroeiro dos oriximinaenses. A multidão que esperava a Berlinda na 24 de Dezembro acompanhou a procissão terrestre até a praça da Matriz, onde milhares de fiéis também aguardavam a chegada da imagem do Santo.

Já era quase meia noite quando o Padre deu a benção final. O que fez as mais de seis mil pessoas ficarem de pé durante toda a celebração? Dona Domingas, de 70 anos, explica. “É a fé e a emoção desse encontro maravilhoso com Deus e com Santo Antônio.”. “É nessa hora que os fiéis agradecem tudo que conseguiram, seja no lado material, espiritual, enfim, é um momento único para todos", conclui o Pároco do Município.

O Círio de Oriximiná acontece no primeiro domingo de agosto e atrai pessoas do mundo inteiro. Como Johan Cruisth, que veio dos Estados Unidos para participar do evento. Ele conta que ficou encantado com a procissão dos barcos que acompanharam a transladação da Balsa do Santo. “Isso é maravilhoso!” disse ele ao lembrar o momento em que as barquinhas eram soltas rio a fora. Outro momento marcante foi a queima dos fogos que este ano teve uma novidade. Alguns rojões, ao explodirem no céu, formavam corações,encantando ainda mais Johan. “A gente ouvi falar das diversas festividades na Amazônia, Boi de Parintins, Sairé, Tribos e ficamos curiosos quando ouvimos falar no Círio Noturno. Realmente o povo daqui está de parabéns”, conclui ele.

O Círio de 2010 irá até o dia 15 de agosto. Durante todo esse período a imagem do Padroeiro ira visitar as igrejas dos bairros da cidade, com saída em procissão e missa na Matriz. Após a missa os visitantes podem participar dos leilões que são feitos no Clíper Santo Antônio, ao lado da Igreja.